Comandante de fragata exonerado

Em causa estarão alegados danos sofridos na fragata Corte-Real durante a viagem de regresso a Portugal.
Por Sérgio A. Vitorino|06.12.18

O comandante da fragata Corte-Real, Valter Bulha de Almeida, foi exonerado quarta-feira pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, almirante Mendes Calado, após uma reunião entre ambos.

Em causa, apurou o CM, estarão alegados danos sofridos na fragata durante a viagem de regresso a Portugal de uma missão de três meses da NATO nos mares do Norte e Báltico, onde participou no maior exercício militar de sempre da Aliança.

Uma das avarias está, por exemplo, na peça de artilharia de 100 mm, que se encontrará inoperacional.

Recorde-se que, tal como o CM já havia noticiado, a Corte-Real chegou a Lisboa na sexta-feira após ter apanhado dois dias de "malagueiro" na Biscaia. As ondas chegaram a atingir equipamentos da fragata a 17 metros de altura da linha de mar, arrancando por exemplo a redoma de protecção de uma antena.

O novo comandante, capitão-de-fragata Coelho Gomes, toma posse esta sexta-feira.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!