Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

COMANDANTE PROFERE AFIRMAÇÕES GRAVES

A defesa dos militares da BT da GNR que estão a ser julgados em Albufeira, acusados de corrupção, solicitou ontem a transcrição das declarações “graves”, proferidas em sede de julgamento, pelo comandante da BT de Évora, António Antunes, com o objectivo de as enviar à Procuradoria-Geral da República para instauração de inquérito e eventual procedimento criminal.
19 de Dezembro de 2003 às 00:00
Isto porque, segundo o advogado Sérgio Correia, António Antunes terá referido ser do seu conhecimento “a existência de listas de pessoas que não podiam ser autuadas ou em relação às quais existem indicações no sentido de haver alguma tolerância”. O tribunal indeferiu o pedido, por considerar não ser “o momento próprio”, mas autorizou a “cedência da cópia áudio”.
Na sessão continuaram a ser inquiridos os elementos da PJ responsáveis pela investigação, para a qual foram determinantes as escutas telefónicas. Paulo Silvestre, titular do inquérito, revelou ter recebido ordens para “dar prioridade” ao caso da BT, despoletado por uma denúncia do próprio Comando.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)