Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Comerciante de antiguidades trocava imagens de crianças com pedófilos na net

Suspeito, de 52 anos, apanhado na posse de pornografia infantil.
Ana Isabel Fonseca e Manuel Jorge Bento 12 de Setembro de 2020 às 09:55
Pedófilo
Pedófilo FOTO: Getty Images

O comerciante de antiguidades, de 52 anos, demonstrava já ser experiente na prática de crimes de pornografia de menores. Revestia-se de muitos cuidados e usava a dark web - uma rede fechada e secreta de comunicação na internet - para conseguir aceder a esses ficheiros. Não só descarregava vídeos e fotografias de crianças a serem alvo de abusos sexuais, como também partilhava e trocava imagens com outros pedófilos.

O suspeito - de nacionalidade brasileira - foi agora detido pela Polícia Judiciária de Aveiro, no âmbito de uma operação internacional de combate à pornografia infantil, que foi realizada em articulação com autoridades estrangeiras. O detido foi presente ao Departamento de Investigação e Ação Penal de Aveiro. Ouvido por um juiz ficou a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Segundo a PJ, o homem - que vive em Portugal há vários anos - usava a rede Tor, um software que permite a comunicação anónima. Acedia depois à dark web e conseguia visualizar os ficheiros de pornografia infantil. A investigação apurou que o homem era bastante cuidadoso na forma como descarregava e armazenava os ficheiros.



A PJ conseguiu apanhar, no entanto, o indivíduo na posse de inúmeros conteúdos multimédia de teor pornográfico, que envolviam crianças. Durante a busca à casa do detido, a Polícia Judiciária apreendeu equipamentos informáticos que eram usados pelo homem para aceder e armazenar as imagens de pornografia infantil.

Ver comentários