Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

COMERCIANTE RAPTADO

Um emigrante português radicado na Venezuela, José Paulo Rodrigues, de 53 anos, natural do sítio da Lombada, Ponta do Sol, Madeira, foi anteontem raptado por um grupo de desconhecidos à saída da sua loja no bairro da Candelária, Caracas.
18 de Julho de 2002 às 22:37
Segundo apurou o Correio da Manhã, o emigrante foi abordado após o fecho da sua loja, a distribuidora de electrodomésticos ‘Pablo Electrónica’, no início da madrugada de quarta-feira (noite de terça-feira em Caracas). José Paulo Rodrigues foi buscar a sua viatura - um jipe Grand Cherokee, de cor verde e matrícula YED-284 - enquanto a sua mulher, Oro Benzaquen de Paulo, espanhola, também de 53 anos, se deslocou a uma padaria próxima.

De acordo com Joel Rengifo, chefe da Divisão Antisequestro da Polícia Judiciária venezuelana, citado por um jornal local, a mulher aguardava então o emigrante - com dupla nacionalidade - à beira da estrada quando o jipe passou por ela a grande velocidade.

“A mulher, surpreendida, ligou para o telemóvel do marido e atendeu-lhe um dos sequestradores, informando-a que tinham o seu marido como refém e que reunisse um montante considerável em dinheiro”, contou Joel Rengifo. A viatura foi encontrada abandonada no bairro de San Bernardino.

Os sequestradores já terão entrado em contacto com a família da vítima pelo menos duas vezes.

Este caso segue-se a um outro rapto, ocorrido a 20 de Abril, de duas irmãs luso-descendentes: Karelys e Diana Macedo, de 16 e 22 anos. Acabaram por ser libertadas a 10 de Maio, após ter sido pago um resgate de 1,5 milhões de dólares.
Ver comentários