Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres

Empresa percebeu que havia cada vez mais pedintes.
Nelson Rodrigues 27 de Novembro de 2017 às 09:08
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Aeroporto Sá Carneiro, no Porto
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Aeroporto Sá Carneiro, no Porto
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Comida da zona VIP do aeroporto do Porto no lixo em vez de ser dada a pobres
Aeroporto Sá Carneiro, no Porto
Os alimentos preparados diariamente para a zona lounge do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, que não chegam a ser comidos pelos passageiros passaram a ir para o lixo.

"Antes os alimentos que sobravam eram entregues aos funcionários, que distribuíam a comida como entendiam. Alguns davam aos sem-abrigo nas imediações do aeroporto, mas agora decidiram que a comida não deve ser entregue a ninguém, indo direta para o contentor", denunciou ao CM uma funcionária.

"Há tanta gente a passar fome. Porque é que não entregam os alimentos a uma instituição?", questiona.

São servidas quatro remessas (às 04h00, 08h00, 12h00 e 16h00) de rissóis, coxas de frango, pastéis, croquetes, sandes e comida vegetariana, e os trabalhadores calculam que sejam deitados para o lixo mil euros de comida diariamente.

Ao que o CM apurou, os responsáveis do lounge proibiram a entrega de alimentos aos funcionários ao perceberem que estes davam os mesmos aos sem-abrigo, pelo que havia cada vez mais mendigos no exterior.

O CM contactou a ANA, empresa responsável pela gestão do aeroporto, que não quis fazer comentários.
Aeroporto Sá Carneiro ANA Porto questões sociais política sem-abrigo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)