Comissão Nacional de Proteção Civil aprova reforço de meios para os incêndios

Mês de junho vai contar com mais 1.580 operacionais, 365 viaturas e oito meios aéreos do que 2017.
16.04.18
A Comissão Nacional de Proteção Civil reúne-se esta segunda-feira para aprovar a Diretiva Operacional Nacional (DON) que estabelece o dispositivo de combate a incêndios que este ano tem um reforço de meios, especialmente nos meses de junho e outubro.
Ministro da Administração Interna garante meios aéreo para os fogos

A DON, a que agência Lusa teve acesso, tem como novidades a mudança de nome de Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) para Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR), bem como a substituição das atuais fases para níveis de prontidão.

A nova DON, feita pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e homologada pelo secretário de Estado da Proteção Civil, define que o combate aos fogos passa a estar organizado entre o "permanente" e o "reforçado" dividido por quatro níveis de prontidão.

As cinco fases de combate aos incêndios atualmente existentes acabam, apesar de se manter o calendário, que passa a estar dividido por níveis de prontidão consoante o risco de incêndio.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!