Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Comissário morre no hospital

O comandante da esquadra da PSP da Venda Nova, no concelho da Amadora, foi encontrado morto, ontem de manhã, dentro de uma viatura ligeira estacionada no parque do Hospital Fernando da Fonseca (vulgo Amadora-Sintra). Terá morrido de causas naturais e a PJ já interrogou uma mulher que estaria com ele na altura.
9 de Novembro de 2007 às 00:00
O corpo do oficial estava num automóvel estacionado no parque do hospital
O corpo do oficial estava num automóvel estacionado no parque do hospital FOTO: Tiago Sousa Dias
Amílcar Gaspar, 51 anos, subcomissário, foi encontrado morto pelas 08h00, por dois funcionários do hospital que tinham acabado o turno, no estacionamento junto à morgue.
“Estava seminu, só com uns boxers vestidos, deitado no banco de trás da viatura e de costas para cima”, adiantou ao CM uma testemunha.
“Da avaliação preliminar [ao corpo] suspeita-se que a morte tenha tido origem em causas naturais”, adiantou a PSP em comunicado. Ou seja, suspeita-se que o subcomissário Gaspar tenha sofrido uma síncope fatal durante a madrugada, possibilidade que será confirmada pela autópsia a realizar no Instituto de Medicina Legal de Lisboa, para onde foi transportado.
“O corpo não apresentava sinais de agressão”, revelou ao CM a mesma testemunha.
Todavia, o caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária, pois Amílcar Gaspar estaria acompanhado quando sofreu a doença súbita. O CM sabe que a PJ, entretanto, já localizou e interrogou uma mulher que terá estado com o subcomissário durante a madrugada.
Comandante da esquadra da Venda Nova desde Julho de 2006, Amílcar Gaspar tinha 51 anos e foi encontrado no seu carro, um Citroën AX, estacionado no parque do hospital desde a noite de anteontem, junto ao veículo dos dois funcionários que encontraram o corpo.
“Os funcionários queriam tirar o carro deles mas não conseguiam porque o Citroën estava parado na horizontal, a ocupar 3 lugares”, explicou a testemunha, frisando que a vítima era “bem constituída: era alto e forte”.
OUTROS DADOS
HOSPITAL CONFIRMA
O CM contactou o Hospital Fernando da Fonseca, na Amadora, que, através do assessor de imprensa, se limitou a confirmar a descoberta do corpo e que o mesmo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, onde será realizada a autópsia.
CARRO INSPECCIONADO
A viatura onde foi encontrado o corpo do subcomissário Gaspar já foi vistoriada pela PSP e pela Polícia Judiciária que está encarregue de investigar o caso, apesar de não haver suspeitas de crime, e determinar as “reais circunstâncias da morte”, adianta a Direcção nacional da PSP em comunicado.
FAMÍLIA AJUDADA
O subcomissário era casado e a família foi informada da morte ontem de manhã. Ficou em estado de choque pelo que tem recebido apoio do Gabinete de Psicologia da Direcção Nacional da PSP.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)