Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Condenada mãe de aluno que atirou professora para hospital em Lisboa

Juízo de Pequena Criminalidade de Lisboa deu como provado o crime de ofensa à integridade física qualificada.
Sérgio A. Vitorino 4 de Março de 2020 às 11:25
Escola Primária Ressano Garcia
Escola Primária Ressano Garcia FOTO: Jorge Paula

A mulher de 32 anos que, tal como o CM avançou então em exclusivo, agrediu e atirou para o hospital a professora do filho, a 5 de fevereiro, na escola primária Ressano Garcia, em Lisboa, foi terça-feira condenada à pena de um ano e seis meses de cadeia, suspensa na execução por três anos e sujeita a regime de prova com obrigação de acompanhamento em consultas de psicologia, divulgou a Procuradoria da Comarca de Lisboa.

O Juízo de Pequena Criminalidade de Lisboa deu, em processo sumário, como provado o crime de ofensa à integridade física qualificada, tal como a mulher ia acusada pelo Ministério Público.

Tal como o CM noticiou, a agressão ocorreu no átrio da escola primária, em Campo de Ourique. A agressora, mãe de um aluno de 10 anos, confrontou a professora com o "pretexto de este ter sido alegadamente arranhado na véspera por uma docente da escola".

Durante a discussão, agrediu a professora, de 54 anos, com uma palmada na face. Esta caiu, com a força da pancada, e houve receio que tivesse agravado uma lesão nas costas à qual fora recentemente operada. Foi levada para o hospital e a agressora detida pela PSP.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)