Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

CONDENADO À PENA MÁXIMA

O Tribunal de Ponte de Lima condenou ontem a 25 anos de prisão um homem que matou outro a tiro e feriu gravemente mais dois, na sequência de uma discussão de trânsito por causa de duas carrinhas mal estacionadas ocorrida na freguesia de S. Pedro de Arcos.
19 de Maio de 2004 às 00:00
O arguido, um feirante de 39 anos, foi condenado a 19 anos de prisão pela autoria de um crime de homicídio qualificado na forma consumada e a quatro e nove anos por dois homicídios na forma tentada, tendo resultado num cúmulo jurídico de 25 anos: a pena máxima.
O colectivo de juízes condenou-o ainda a pagar cerca de 300 mil euros em indemnizações, sendo que cerca de 15 mil euros cabem ao Centro Hospitalar do Alto Minho pelos gastos nos tratamentos dos feridos.
O colectivo de juízes considerou que em 23 de Setembro de 2003, data a que remontam os factos, o arguido “agiu com o propósito de tirar a vida às três vítimas”.
Na altura, puxou uma pistola semi-automática, de calibre 7,65 milímetros e disparou à queima-roupa seis tiros que atingiram mortalmente João Sousa, ferindo no abdómen e no braço as outras vítimas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)