Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Condenado a pena suspensa por matar padrasto violento

Foi condenado a cinco anos de pena suspensa por igual período o jovem de 22 anos que a 21 de Junho de 2009 matou o padrasto, quando aquele agredia a mãe. A vítima mortal, Fernando Sousa, de 54 anos, foi atingida com uma jarra em casa da família em Moreira de Cónegos, Guimarães.
4 de Novembro de 2011 às 15:04
José Mário confessou ao tribunal ter atirado o objecto que causou a morte do padrasto "porque ele ficava violento quando bebia"
José Mário confessou ao tribunal ter atirado o objecto que causou a morte do padrasto 'porque ele ficava violento quando bebia' FOTO: Fátima Vilaça

Na sentença, o juiz chamou à atenção do arguido para o facto do crime que cometeu ser muito grave e justificou a aplicação da pena suspensa com o facto do jovem ter agido por assistir constantemente às agressões do padratso à mãe e porque após agredir a vítima chamou ajuda.

A decisão foi de encontro ao pedido do Ministério Público. "O comportamento da própria vítima, que bebia em demasia e agredia com frequência a mãe do arguido, levou o jovem a querer tirar-lhe a vida", disse o procurador José Bronze, nas alegações finais.

José Mário confessou ao tribunal ter atirado o objecto que causou a morte do padrasto, "porque ele ficava violento quando bebia".

josé mário padrasto mp morte homicídio fernando sousa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)