Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

CONDUÇÃO ÀS CEGAS

A deficiência visual atinge 60 por cento dos condutores nacionais, segundo um rastreio visual efectuado a 6400 contudores, entre 15 de Novembro e 31 de Dezembro último, da responsabilidade da Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (ANECRA).
30 de Maio de 2003 às 00:00
A visão é o principal sentido utilizado pelo automobilistas
A visão é o principal sentido utilizado pelo automobilistas FOTO: Natália Ferraz
Esta realidade, classificada pelo Presidente da Direcção da ANECRA, Ferreira Nunes, como "dramática" é ainda mais grave entre os condutores com mais de 40 anos, em que os resultados apontam para que apenas 30 por cento circula na estrada com boas condições de visibilidade (emétropes). Entre os condutores com menos de 40 anos a boa visibilidade é de 57 por cento nos condutores femininos e 50 nos masculinos, segundo os dados divulgados na "Campanha de Visibilidade e Segurança Rodoviária e Rastreio Visual de Condutores 2002".
"Os 3843 condutores classificados com deficiência visual (amétropes) não incluem os condutores portadores de óculos com uma graduação correcta para a sua deficiência", precisou ao CM o presidente da Associação Portuguesa de Prevenção Visual (APPV) encarregue de fazer o rastreio, em seis carrinhas móveis, junto das 391 oficinas seleccionadas para esta campanha.
Por sua vez, no trabalho de verificação das condições de segurança entre os 46 mil veículos assistidos ficou apurado que 27,1 por cento das viaturas possuíam deficiências no faróis máximos e médios. As avarias mais frequentes detectadas foram as das lâmpadas com 62,8 por cento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)