Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Condutora que matou acusa 1,67 g/l

A mulher que atropelou mortalmente um estudante de medicina na noite de passagem de ano, em Lisboa, acusou uma taxa de alcoolemia de 1,67 g/l, valor-crime.

1 de Março de 2013 às 01:00

O resultado foi ontem conhecido após a divulgação dos resultados das análises ao sangue da mulher, feitas no hospital. João José Clode, 25 anos, foi atropelado pelas 04h00 de 1 de janeiro junto ao Cais do Sodré. O jovem foi transportado ao Hospital de São José, mas acabou por falecer devido aos ferimentos. A condutora fugiu do local, mas foi encontrada pela PSP 50 minutos mais tarde, a dormir dentro do carro - sem um espelho retrovisor, que foi encontrado no local do acidente. A polícia não conseguiu fazer o teste de álcool e levou-a ao hospital para análise ao sangue. O resultado será remetido ao Ministério Público.

atropelado passagem do ano condutora lisboa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)