Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

“Morria sem ninguém me ajudar”: Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja

GNR lembra que "omissão de auxílio é crime".
Sérgio Pereira Cardoso e Paulo Jorge Duarte 26 de Abril de 2020 às 18:37
João Matos
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
João Matos
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
João Matos
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja
Condutores ignoraram homem caído na estrada em Estarreja

Militares da GNR auxiliaram, neste domingo, um homem caído no meio da EN 109-5, em Estarreja. A patrulha apercebeu-se que os automóveis se desviavam de um suposto obstáculo que, afinal, era uma pessoa que, durante uma caminhada, "teve uma crise provocada por uma hérnia discal e ficou sem força na perna".

Os guardas acionaram a linha de emergência 112 e colocaram o cidadão em posição lateral de segurança. "Lembramos que a omissão de auxílio é crime", vinca a GNR, através de comunicado divulgado nas redes sociais.

O homem, de 54 anos, ficou imobilizado por causa de uma forte dor provocada por uma hérnia discal.

"Se fosse para morrer, tinha morrido sem que ninguém parasse para me ajudar. Foi a GNR que veio em meu socorro e chamou os bombeiros", contou João Matos ao CM.

Os guardas aperceberam-se de que os condutores apenas se desviavam.

Em causa está o crime de omissão de auxílio mas não houve condutores identificados. O homem foi levado para o hospital de Aveiro, de onde já teve alta.

Estarreja GNR economia negócios e finanças religião segurança
Ver comentários