Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Sporting: Godinho sabia das vigilâncias

Godinho Lopes assumiu saber da vigilância a jogadores.
Magali Pinto 14 de Maio de 2015 às 16:48
Godinho Lopes, ex-presidente do Sporting, foi testemunha no processo de Pereira Cristóvão
Godinho Lopes, ex-presidente do Sporting, foi testemunha no processo de Pereira Cristóvão FOTO: Pedro Simões
Só agora é que estou a tirar as conclusões. Confesso que podia ter tido mais cuidado", admitiu ontem em tribunal Godinho Lopes, ex-presidente do Sporting em relação ao contrato que previa a vigilância aos jogadores do Sporting, sobretudo durante a noite, com rondas à porta de casa dos atletas.

Também ontem, no julgamento do ex-vice do Sporting Paulo Pereira Cristóvão, Rui Martins, um dos homens que fazia as vigilâncias, afirmou que a seguir às buscas no Estádio de Alvalade foi seguido por Vítor Viegas [arguido] "desde a Calçada de Carriche até à avenida do Brasil". E acrescentou: "Tenho medo do que me possa acontecer". A juíza aconselhou a testemunha a fazer queixa e a comunicar ao tribunal eventuais ameaças.

Godinho Lopes disse ainda que foi Cristóvão que propôs a empresa do amigo e seu ex-colega da PJ Vítor Viegas – que também está a ser julgado no Campus de Justiça. "O Sporting tinha contratado grandes jogadores. Entendemos que tínhamos de salvaguardar os atletas mais jovens. O serviço era feito durante a noite", frisou o ex-presidente.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)