Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Confrontos em Lisboa provocam 14 feridos

A madrugada de domingo foi de grande violência em Lisboa. Lutas entre dois grupos rivais provocaram 14 feridos, com idades entre os 18 e os 36 anos, que tiveram de receber assistência no Hospital de São José. A luta começou em Santos, uma zona de bares, e só terminou no Bairro Alto, outro dos locais mais concorridos na noite da capital.
20 de Novembro de 2006 às 00:00
“Os feridos deram entrada nas urgências do hospital entre as 20h00 de sábado e as 07h30 de domingo”, disse ao CM fonte policial.
Ao que apurámos, a ‘batalha campal’ entre dois grupos de jovens, ambos com cerca de 20 elementos, começou no Largo de Santos, ao princípio da noite de sábado.
Das provocações verbais, depressa passaram às agressões. Só a intervenção policial fez com que os dois bandos dispersassem.
Já depois da meia-noite de domingo, os dois grupos voltaram a encontrar-se no mesmo local: Largo de Santos. “Desta vez, agrediram-se com pedras. Quando a Polícia voltou à zona dos confrontos, eles dispersaram e deixaram dois feridos, que foram levados para o hospital”, acrescentou a mesma fonte.
A batalha campal entre os dois bandos recomeçou no Bairro Alto. “Eles encontraram-se na Rua dos Mouros. Durante vários minutos agrediram-se mutuamente com pedras, paus e até chegaram a exibir armas brancas. Depois reencontraram-se na Rua das Barrocas”, disse outra fonte policial.
A gravidade dos confrontos levou a PSP a mobilizar uma Equipa de Intervenção Rápida, que separou os dois grupos à bastonada.
Mas a cada separação seguiam-se novos confrontos mais à frente – e isto prolongou-se até cerca das 06h00. Não foram feitas detenções. Ao todo, 14 feridos tiveram de ser conduzidos ao Hospital de São José, onde receberam assistência médica.
FACADAS
Também houve violência no Parque das Nações, em Lisboa. Um ferido, de 20 anos, deu entrada no Hospital de São José, pelas 04h00, com ferimentos de faca.
Três horas depois, um homem de 36 anos, ferido à facada, na Buraca, também foi assistido em São José.
PORMENORES
POLÍCIA
A PSP de Lisboa passou horas agitadas durante o final da noite de sábado e o princípio da noite de Domingo. O efectivo da esquadra do Bairro Alto teve a ‘maior fatia’ do trabalho. É que para além dos confrontos, os dois gangs causaram diversos distúrbios na via pública.
DISPUTA
Na origem da intensificação dos confrontos entre os dois grupos, está o excesso de álcool consumido. No entanto, a PSP acredita que os dois gangs em disputa, cuja origem não foi ainda possível apurar, já tinham participado em confrontos anteriores.
VIOLÊNCIA
Aos fins-de-semana, o Bairro Alto é normalmente palco de cenas de violência. A PSP reforça o policiamento com Equipas de Intervenção Rápida e elementos à civil.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)