Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Consulta de reumatologia pode demorar três anos

As mais de cem doenças reumáticas são a primeira causa de incapacidade temporária, baixa laboral e reforma antecipada por invalidez. Estas patologias afectam três milhões de portugueses, muitos dos quais têm de esperar vários anos – pode chegar aos três – por uma consulta de reumatologia num hospital público.
26 de Março de 2008 às 00:30
Consulta de reumatologia pode demorar três anos
Consulta de reumatologia pode demorar três anos FOTO: Bruno Colaço
Em declarações ao CM,Augusto Faustino, presidente da Sociedade Portuguesa de Reumatologia, diz que apesar do elevado número de doentes, a doença reumática ainda é descurada pelo Governo, que não investe na formação de mais médicos reumatologistas, estimando-se que sejam necessários mais 40 a 90 especialistas – existem 120 especialistas e 40 médicos internos. O resultado traduz-se no agravamento da doença, que representa elevadíssimos custos para o erário público, que podem ascender a muitos milhões de euros.
O alerta para o problema foi feito ontem, no âmbito da apresentação da campanha ‘Saber que faz mover’, iniciativa da Sociedade Portuguesa de Reumatologia, que vai percorrer o País. 'A maioria dos especialistas está distribuída por Lisboa, Porto e Coimbra. Precisamos de aumentar o número de internos. Cabe à sociedade exigir e ao Estado fazer cumprir o Plano Nacional Contra as Doenças Reumáticas, que obriga à abertura de mais vagas nos hospitais', diz o presidente doColégio de Reumatologia da Ordem dos Médicos, António Alves de Matos.
Outro problema é a falta de implementação da Rede de Referenciação, apesar de aprovada pelo Ministério da Saúde em 2000. De acordo com Augusto Faustino, 'os doentes não são referenciados nos centros de saúde e os diagnósticos não são feitos.Há pacientes a esperar dois a três anos por uma consulta.'
Jaime Branco, coordenador doPrograma Nacional de Luta Contra as Doenças Reumáticas, disse ao CM que a rede de referenciação não funciona por 'falta de especialistas'.
PAULO SOUSA SOLIDÁRIO
O ex-futebolista Paulo Sousa foi uma das figuras públicas presentes no auditório da Ordem dos Médicos, em Lisboa. 'Quando era pequeno sofri de reumatismo pelo que esta é uma campanha que apoio incondicionalmente', afirmou o marido de Cristina Möller ao CM.
NOTAS
DOENTES
Cinquenta a 80% da população apresenta queixas relacionadas com dores reumáticas e 10% sofre de uma doença reumática grave e incapacitante. Só a osteoartrose afecta cerca de 700 mil indivíduos.
ÓRGÃOS AFECTADOS
Além de afectarem o aparelho locomotor (articulações, ossos, músculos e tendões), as doenças reumáticas podem comprometer outros órgãos, como os rins, coração, olhos ou pele.
EXPOSIÇÃO
A exposição nacional sobre as doenças reumáticas ‘Saber que faz mover’, com testemunhos, vídeos, conferências e experiências, percorre o País e conta com a solidariedade de várias figuras públicas para a sensibilização do problema.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)