Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Contrato de segurança é resposta a episódio de violência contra bombeiros de Borba

Documento envolverá várias entidades na área da segurança, habitação, segurança social e mediação.
Miguel Curado 7 de Novembro de 2019 às 14:54

O Ministério da Administração Interna e a Câmara Municipal de Borba comprometeram-se esta quarta a celebrar um contrato local de segurança para aquele concelho alentejano, como resposta às agressões a bombeiros ocorridas no ultimo sábado, no quartel dos bombeiros voluntários daquela localidade.

A decisão surge após duas audiências ocorridas na manhã desta quinta-feira. Depois de o  Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, ter recebido o presidente da câmara de Borba, António Anselmo, o comandante dos bombeiros do concelho, Joaquim Branco, e ainda o comandante do comando territorial da GNR de Évora, Joaquim Grenho, os mesmos responsáveis foram recebidos, horas depois, pelo presidente da República. Marcelo Rebelo de Sousa quis saber das conclusões da reunião dos responsáveis locais com Eduardo Cabrita.

O contrato local de segurança, a implementar com a maior brevidade possível, envolverá várias entidades do concelho com competências na área da segurança, habitação, segurança social, mediação, e ainda representantes das instituições e comunidades locais.

Recorde-se que na madrugada de sábado, um grupo com cerca de 20 pessoas invadiu o quartel dos bombeiros de Borba, exigindo assistência médica para um homem que estaria sem sentidos. Face à impossibilidade do apoio médico, os invasores agrediram dois bombeiros, que foram hospitalizados, e causaram danos no quartel e nas viaturas da corporação.

Ministério da Administração Interna Borba Eduardo Cabrita questões sociais política autoridades locais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)