Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Corpo da segunda vítima resgatado por helicóptero

O corpo de uma segunda vítima mortal do acidente ferroviário na Linha do Tua – Eduardo Marques, bilheteiro – foi encontrado ontem à tarde, às 16h20, junto à margem do rio, a cerca de três quilómetros a jusante do local do acidente.
16 de Fevereiro de 2007 às 00:00
Equipas de resgate voltam hoje às buscas para tentar encontrar o corpo do maquinista
Equipas de resgate voltam hoje às buscas para tentar encontrar o corpo do maquinista FOTO: Pedro Sarmento Costa, Lusa
A vítima foi avistada pelo segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Bragança, Carlos Martins, quando pesquisava o rio de helicóptero e deparou com o corpo numa zona de águas estagnadas.
O cadáver de Eduardo Augusto Pinto Marques, de 58 anos, de Vieiro, Vila Flor, que há 30 anos trabalhava como bilheteiro na estação do Tua, foi retirado por um bombeiro, que desceu por uma corda e o içou para o helicóptero, que o trouxe para as imediações da estação ferroviária. Daqui foi depois transferido para uma ambulância, que o transportou ao Hospital de Mirandela para ser autopsiado.
Trata-se da segunda vítima mortal a ser encontrada e as autoridades no local admitem que o corpo de Ricardo Santos, o maquinista da automotora, o único que ainda está desaparecido, possa estar também submerso no rio Tua.
No percurso do rio existem várias zonas de águas paradas onde é arriscado posicionar o helicóptero. E foi numa zona de difícil acesso, onde as equipas de busca não tinham ainda ido, que o corpo foi encontrado. “O aparecimento desta vítima dá-nos mais determinação para prosseguir com as buscas”, afirmou o governador civil de Bragança, Jorge Gomes, que coordena as operações de resgate.
Segundo o CM apurou, o bilheteiro Eduardo Marques aproveitou a boleia do metro para regressar a casa no final do dia de trabalho. “Uma viagem fatal”, resumiu um colega de trabalho na estação.
Nas buscas de ontem no rio Tua participaram três militares da GNR, com dois cães farejadores, e 19 bombeiros. No rio Douro, as operações estiveram a cargo de 27 bombeiros em sete botes e quatro equipas cinotécnicas. A Marinha participou nas buscas com três patrulhas da Polícia Marítima, 20 fuzileiros em bote e uma equipa de dez mergulhadores. As buscas vão recomeçar hoje às 07h30.
NOTAS
“LUZ PELAS VÍTIMAS”
O Movimento Cívico por Mirandela vai organizar dia 19, segunda-feira, uma acção de solidariedade com as vítimas, apelando aos mirandelenses para colocar uma vela à janela entre as 19h00 e as 20h00.
AJUDA ESPANHOLA
Uma equipa de elementos da Protecção Civil portuguesa e espanhola esta a trocar informações permanentemente para a eventualidade do terceiro corpo passar a foz do Douro.
HOSPITALIZADA
A comoção na freguesia de Vieiro, Vila Flor, de onde era natural Eduardo Marques, é vivida com acrescida ansiedade em Mirandela, terra de Ricardo Santos, cuja mãe foi ontem hospitalizada em choque.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)