Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Corpo de Maddie ‘vale’ 1,2 milhões

Se o corpo de Maddie for encontrado no quintal de Robert Murat, tal como o investigador sul-africano Stephen Birch garante estar, depois de ter analisado o terreno, o casal McCann arrisca-se a perder o processo de 1,2 milhões de euros que moveu contra Gonçalo Amaral, por danos morais resultantes do livro ‘A Verdade da Mentira’, onde o ex-inspector da Polícia Judiciária defende que Maddie morreu e o seu corpo foi ocultado.

14 de Outubro de 2012 às 01:00
Gerry e Kate McCann exigem 1,2 milhões a Gonçalo Amaral por defender tese da morte de Maddie
Gerry e Kate McCann exigem 1,2 milhões a Gonçalo Amaral por defender tese da morte de Maddie FOTO: Natália Ferraz e Pedro Garcia

"Se Birch tiver razão, isso só vem dizer que o investigador do caso [Gonçalo Amaral] tinha razão desde o início", disse ao CM o advogado Santos de Oliveira, que defende Amaral no processo que corre em Lisboa e cujo julgamento tem início em Janeiro.

Questionado sobre se a descoberta do corpo de Maddie teria efeitos no processo, o causídico garante que "tudo tem efeitos". "Mas não dependemos disso", diz.

Recorde-se que a batalha judicial dos McCann já custou a Gonçalo Amaral os bens e os rendimentos, que foram arrestados depois de ter publicado o livro, onde defende a tese da morte acidental de Maddie. Agora, arrisca-se a pagar uma indemnização de 1,2 milhões de euros.

"Escavem o quintal de Murat", continua a apelar Birch.

INVESTIGAÇÃO MADDIE MADELEINE MCCANN GONÇALO AMARAL
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)