Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Corta pulseira e mata bombeiro

Já não era a primeira vez que o jovem, de 17 anos, cortava a pulseira electrónica para fugir de casa, onde estava em prisão domiciliária. Mas terça-feira, além de furtar um veículo, provocou um acidente que resultou na morte de Mário Borges Ferreira, de 67 anos, um antigo elemento dos Sapadores do Porto que estava aposentado.
13 de Agosto de 2010 às 00:30
Mário Borges Ferreira seguia no Suzuki que ficou destruído devido ao violento choque
Mário Borges Ferreira seguia no Suzuki que ficou destruído devido ao violento choque FOTO: Joana Neves Correia

O jovem fugiu do local do acidente, na avenida Fernão Magalhães, no Porto, mas foi ontem detido pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Matosinhos. Presente ao Tribunal de Vila do Conde, foi encaminhado para a cadeia de Custóias, no Porto.

Conhecido pela alcunha de ‘Panda’, o jovem, residente na Maia e que estava com pulseira electrónica à espera de ser julgado, furtou uma carrinha Renault Kangoo e na companhia de um amigo, de 20 anos, foram para o centro do Porto.

A conduzir a alta velocidade e sem respeitar as regras de trânsito, o jovem provocou o acidente que matou o ex-sapador, que hoje de manhã vai a enterrar no Cemitério de Prado Repouso, Porto.

Na altura do violento choque, apesar de ferido, ‘Panda’ conseguiu fugir, mas o cúmplice sofreu lesões mais graves e teve de receber tratamentos no hospital. À PSP começou por dizer que tinha sido sequestrado e que não conhecia o condutor fugitivo. Acabou por confessar a identidade do amigo aos investigadores da GNR, que ontem detiveram o jovem de 17 anos em casa, na Maia.

Na busca domiciliária, os militares encontraram a chave de outro veículo furtado por ‘Panda’.

Ver comentários