Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

CORVO NA GAIOLA

Apanharam o ‘Corvo’, o recluso de 24 anos que, a 19 de Abril, fugiu do Estabelecimento Prisional anexo à PJ, em Lisboa, saltando de uma janela a 12 metros de altura. O evadido encontrava-se em trânsito por França. O seu objectivo era chegar a Itália onde ia ter com a namorada grávida. Deve regressar hoje e vai para um pavilhão de alta segurança.
15 de Maio de 2004 às 00:00
Segundo apurou o CM, a detenção ocorreu terça-feira pela polícia francesa, após um mandado internacional de captura pedido pela PJ.
É que as autoridades já desconfiavam que Olívio Almeida (de alcunha ‘Corvo’) pudesse ir para Itália. Segundo fonte da Direcção Geral dos Serviços Prisionais, o indivíduo telefonava frequentemente para a namorada, grávida e a residir em Itália.
Reincidente em fugas (em Março fugiu por uma janela da PJ, sendo capturado dois dias depois), o ‘Corvo’ – delinquente da Azinhaga dos Besouros, Alfornelos – conseguiu escapar da cadeia de forma mirabolante. Encontrava-se, com mais dois reclusos, em reunião com o advogado e, fazendo uso de um ferro, ameaçou o causídico, obrigando-o a dar o sinal para a porta da sala ser aberta.
Os reclusos saltaram para a rua de uma janela a 12 metros de altura. Os outros dois presos fracturaram os membros e foram apanhados.
Olívio Almeida estava detido por tráfico de drogas e roubos com arma de fogo. Em liberdade, era tido como perigoso e andava armado.
O ‘Corvo’ já havia sido condenado, com apenas 16 anos, a sete de cadeia por tráfico. Foi solto da cadeia do Linhó, Sintra, em liberdade condicional, situação em que estava quando foi pela última vez preso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)