Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Costa abandona descida do IVA na restauração

Candidato a primeiro-ministro diz que acaba com sobretaxa de IRS mas fica em silêncio sobre baixa do IVA.
José Rodrigues 8 de Novembro de 2014 às 09:33
António Costa foi muito aplaudido em Coimbra
António Costa foi muito aplaudido em Coimbra FOTO: Paulo Novais/Lusa

António Costa vai encomendar a uma equipa de economistas um quadro macroeconómico que balizará a elaboração do programa de governo do PS e permitir que organizações cívicas e movimentos de cidadãos participem na elaboração do documento. O anúncio do candidato do PS a primeiro-ministro foi feito ontem, em Coimbra, durante a apresentação da moção de estratégia ao congresso.

No discurso, Costa explicou que a Agenda para a Década "não é o programa do próximo governo", mas não deixará de "enformar o programa de governo para a próxima legislatura". Ou seja, a "Agenda para a Década é a base desse programa". No documento, a que o CM teve acesso, Costa define os quatro pilares de orientação e as principais medidas, em que admite acabar com a sobretaxa do IRS (ver ao lado). Entre as medidas, não estão as promessas do ex-líder António José Seguro: a baixa do IVA para a restauração, a redução do número de deputados e a reabertura dos tribunais.

Costa voltou a pedir maioria absoluta nas legislativas de 2015 e advertiu que "a maioria absoluta é necessária, mas não condição suficiente", pois Portugal também precisa de compromissos políticos e acordos de concertação alargados.


Sobre acordos pós-eleitorais, disse recusar o conceito de "arco da governação" e ser positiva a emergência de novos movimentos políticos de esquerda que "procurem quebrar o setorismo anti-PS que tem bloqueado um diálogo útil à esquerda". Ou seja, António Costa exclui acordos com BE e a CDU. Acordos com o PSD e CDS são também excluídos, pois "não é possível construir esta alternativa com quem pretende prosseguir a mesma política".

Leia no blogue do deputado Nuno Encarnação as reações às propostas de António Costa. Clique no link: http://blogs.xl.pt/politicaemtemporeal/2014/11/08/reaccao-as-propostas-de-antonio-costa/

 

Ver comentários