Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Criança salva de afogamento

Menina em estado crítico após banho em praia não vigiada.
Sofia Piçarra 23 de Junho de 2016 às 08:05
FOTO: DR
Uma menina de cinco anos está internada em estado crítico no Hospital D. Estefânia, em Lisboa, depois de quase ter morrido afogada no parque urbano de Albarquel, em Setúbal, na terça-feira, durante uma visita organizada pela creche.

Mariana estava no areal com cerca de vinte crianças e duas professoras, quando escapou à vigilância das responsáveis e entrou no rio Sado. Mesmo com a rápida intervenção de populares, que ajudaram as educadoras a resgatar a menina, a criança foi retirada já inconsciente da água.

"Se não fosse o menino que ajudou, a criança tinha morrido. A senhora do INEM agarrou-a no colo, a correr para a ambulância, onde a estiveram a reanimar," recorda Maria Dias, que assistiu ao incidente.


A menina foi depois assistida no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, e depois transferida para D. Estefânia, onde está em estado crítico, mas estável.

A praia em causa não é vigiada e tem vários avisos sobre o perigo das correntes e do movimento de barcos, mas os alertas são ignorados por dezenas de pessoas.

As testemunhas dizem que o número de educadoras era insuficiente e criticam a falta de socorristas. "Levei a tarde a pensar na menina. A praia não tem vigia, mas devia ter porque vem muita gente com crianças. Fazem falta", diz Ana Pontes.


Na creche do Centro Social de Lagameças, Palmela, ninguém esteve disponível para prestar declarações, mas a instituição garante que está em permanente contacto com a família e que vai abrir um inquérito.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)