Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Crise faz apagar luzes de Natal

Em tempo de crise, as câmaras algarvias vão efectuar um grande corte nas iluminações de Natal. Há mesmo municípios que nem sequer tencionam gastar qualquer verba. Os comerciantes receiam que as vendas sejam afectadas.
7 de Outubro de 2011 às 01:00
Em Faro, a iluminação natalícia será este ano reduzida ao mínimo
Em Faro, a iluminação natalícia será este ano reduzida ao mínimo FOTO: Raúl Coelho

Segundo apurou o CM, Albufeira e Lagos são duas das câmaras que não vão efectuar investimento em luzes de Natal. Haverá apenas pequenos apontamentos, em locais estratégicos.

Em Faro e Portimão, as autarquias têm delegado nas associações comerciais a contratação do serviço. "Este ano não vamos assumir qualquer compromisso com fornecedores", diz João Rosado, presidente da ACRAL – Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve, frisando que "as verbas de 2009 e 2010 ainda não foram pagas pelas câmaras". Este dirigente refere que "a iluminação faz sempre falta ao comércio", pelo que o corte deverá ter "um impacto negativo".

Macário Correia, presidente da Câmara de Faro, assume que "há atrasos" nos pagamentos e, por isso, a iluminação será reduzida "ao mínimo dos mínimos".

No concelho de Loulé, haverá luzes, mas menos do que no ano transacto. O investimento é de 75 mil euros, menos 30%. Outras autarquias fizeram o mesmo: Vila Real de Sto. António investe 30 mil euros (metade de 2010), enquanto Tavira gasta 45 mil (menos 25 mil).

crise faro iluminação natal câmara macário correia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)