Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Crise marca uma nova etapa

O Cardeal-patriarca de Lisboa acredita que o "ambiente de crise" que marcou este Natal pode ser utilizado para conquistar uma "nova etapa da civilização".
26 de Dezembro de 2011 às 01:00
D. José Policarpo celebrou ontem a missa de Natal na Sé de Lisboa
D. José Policarpo celebrou ontem a missa de Natal na Sé de Lisboa FOTO: Andre Kosters/Lusa

"Há desempregados, famílias em dificuldades, há mais pobreza, mais sofrimento, há crise de esperança". Contudo, "um dos frutos do presente sofrimento colectivo pode ser levar a sociedade a abrir-se a uma nova etapa da civilização", afirmou D. José Policarpo na sua mensagem de Natal, sublinhando que é tempo de dar "maior prioridade à pessoa" e criar "uma ordem económica que acentue o bem comum, vença os individualismos, as desigualdades chocantes e que dê prioridade aos valores do espírito".

O Cardeal-patriarca de Lisboa sublinhou ainda o facto de Deus estar "acessível a quantos o queiram encontrar e descobrir nele a grandeza dos homens que somos", facto ainda desconhecido para muitos "filhos de Deus". "Como foi então possível um mundo marcado pelo ateísmo ou pela indiferença em relação a Deus?", questionou D. José Policarpo, para quem a rejeição de Cristo é o reflexo das trevas em que o homem se encontra. "O desconhecimento, ou mesmo a rejeição de Cristo, são fruto das trevas em que caiu a humanidade", concluiu.

CARDEAL LISBOA MENSAGEM NATAL CRISE MENSAGEM RELIGIÃO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)