Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Cruz Vermelha apoia 2.600 idosos

A Cruz Vermelha Portuguesa prestou apoio diário a mais de 2.600 idosos no ano passado, de norte a sul do país, revelou esta segunda-feira a instituição, que celebra este ano 147 anos da sua fundação.
1 de Outubro de 2012 às 17:39
Cruz Vermelha presta assistência a 2.600 idosos
Cruz Vermelha presta assistência a 2.600 idosos FOTO: Jupiter Images

Embora não existam dados comparativos com anos anteriores, porque o levantamento foi realizado pela primeira vez este ano, a CVP nota que houve um crescente número de solicitações, decorrentes do envelhecimento da população.

O apoio da CVP desenvolve-se no apoio domiciliário e em 25 equipamentos: oito Academias Sénior (Costa do Estoril, Cascais, Academia Móvel Cascais, Braga, Évora, Vale Figueira, Lisboa e Caldas da Rainha); 10 Centros de Dia e Clubes Sénior, com um total de cerca de 250 utentes; nos lares (dois em Beja, em Terras de Bouro e outro em Macieira de Rates) e nas três Residenciais Sénior Assistidas (Costa do Estoril, Elvas e Valença).

O apoio domiciliário a idosos está disponível em 22 delegações locais, que apoiam cerca de 1.000 seniores, garantindo alimentação, ocupação e socialização de pessoas.

Os quatro lares e as três residências sénior assistidas, localizadas em Beja, Terras de Bouro, Macieira de Rates, Parede, Elvas e Valença, albergam mais de 170 utentes.

Nos casos em que se constate isolamento, a CVP dispõe também de um serviço de Teleassistência, em funcionamento 24 horas por dia, durante todo o ano.


O presidente nacional da CVP, Luís Barbosa, explicou que "a maioria dos serviços e equipamentos da Cruz Vermelha respeitam a identidade e as particularidades dos idosos, apesar da sua idade, potenciando a sua permanência no domicílio, mantendo-os autónomos, com qualidade de vida e incluídos na comunidade até ser possível".

"Os idosos, com a sua experiência de vida, são um activo da sociedade. Eles têm mesmo um valor económico que não pode ser desperdiçado. E, apesar da idade, são senhores da sua individualidade. Face a isto, é fundamental desenvolver uma abordagem mais abrangente e direccionada para este público", refere Luís Barbosa.

O aumento do número de utentes nos 10 centros de dia e clubes seniores reflecte esta realidade, bem como os mais de 1.100 alunos das oito academias séniores da CVP.

Os serviços de transporte adaptado, empréstimo de ajudas técnicas (como andarilhos, cadeiras de rodas ou camas articuladas) e médico ao domicílio são outras valências da CVP direccionadas para a população idosa e prestadas a nível nacional.

cruz vermelha idosos apoio cuidados serviços transporte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)