Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

D. Policarpo ataca grupos de classe

O Cardeal-patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, referiu-se ontem com dureza contra "grupos de classe", entre eles os sindicatos, que põem os interesses individuais à frente do interesse nacional quando fazem reivindicações contra as medidas impostas pela troika.
21 de Agosto de 2011 às 00:30
D. José Policarpo foi ontem homenageado pela população da freguesia onde nasceu
D. José Policarpo foi ontem homenageado pela população da freguesia onde nasceu FOTO: Carlos Barroso

O Cardeal-patriarca viveu um dia muito especial junto de familiares, amigos e dos habitantes da freguesia de Alvorninha, nas Caldas da Rainha, onde comemorou o seu jubileu sacerdotal, precisamente 50 anos depois de ter celebrado a primeira eucaristia. O dia era de festa mas D. José Policarpo não esqueceu os tempos difíceis que o País vive e, na homilia da missa que celebrou no pavilhão a que dá o nome, criticou os grupos que preferem defender "o nós individual" em vez do "nós grupal".

"Está a fazer-me muita confusão ver neste anúncio das medidas difíceis que até nos foram impostas por quem nos emprestou dinheiro que os grupos estejam a fazer reivindicações grupais, de classe. Não gosto", desabafou o prelado, perante 800 pessoas. O Cardeal--patriarca não concretizou as críticas, mas ter-se-á referido a sindicatos e outras organizações que respondem com ameaças de greve contra as medidas de austeridade impostas pela troika e concretizadas pelo Governo. Para D. José Policarpo, Portugal tem de ultrapassar este momento "em diálogo com os outros países, mas, sobretudo, dando as mãos procurando o bem de Portugal e não o bem de cada grupo, de cada pessoa". "Todos somos chamados a vencer o egoísmo, a pensar no nós e não no eu", reforçou o prelado.

Nesta altura de crise, o Cardeal--patriarca de Lisboa diz que a Igreja, "tem um papel a exercer como organização da sociedade civil mais significativa, com mais estruturas e mais capacidade de resposta". "É importante pedir e anunciar a generosidade e a esperança", concluiu D. Policarpo.

PATRIARCA RECEBE IMAGEM DE RAFAEL BORDALO PINHEIRO

Após a eucaristia, D. José Policarpo recebeu uma imagem de Santo António que foi desenhada há mais de cem anos por Rafael Bordalo Pinheiro. A prenda foi entregue por Fernando Costa, presidente da Câmara de Caldas da Rainha. O Patriarca foi muito saudado e recebeu muitos elogios dos conterrâneos, que lhe elogiaram a forma de estar na vida. "Alvorninha é conhecida em todo o Mundo devido ao D. José Policarpo", referiu Virgílio Leal dos Santos, presidente da junta local.

D. JOSÉ POLICARPO PATRIARCA DE LISBOA CARDEAL LISBOA TROIKA GRUPOS CLASSE CRISE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)