Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Dá facada à mãe do ‘ex’

Nunca terá aceitado fim da relação e já tinha feito ameaças.
Ana Isabel Fonseca e Mónica Ferreira 2 de Dezembro de 2016 às 08:32
Sílvia Fernandes
Judiciária esteve no local da agressão
Sílvia Fernandes
Judiciária esteve no local da agressão
Sílvia Fernandes
Judiciária esteve no local da agressão
"Vi-a com uma faca espetada no pescoço e a Sílvia a tapar-lhe a boca para ela não berrar." Foi assim que António Rocha encontrou a vizinha Gracinda Almeida, ao início da tarde de ontem, após ter sido alertado pelos gritos de socorro da mulher, 69 anos, em Irivo, Penafiel. Chamou bombeiros e GNR. Vítima e agressora foram hospitalizadas. A suspeita foi entregue pela GNR à Judiciária.

Gracinda tinha saído de casa para comprar pão e, quando regressou, encontrou a ex-companheira do filho, de quem este se separou há mais de um ano. Munida de uma faca, Sílvia Fernandes, de 50 anos, terá esfaqueado a mulher, deixando-a com ferimentos nas mãos, no pescoço e na cabeça.

"A Sílvia andava a ameaçar a Gracinda e o filho dela há muito tempo. Dizia que havia de o matar e que, se ele não fosse dela, não seria de mais ninguém", contou ao CM Laura Esteves, vizinha com quem a vítima costumava desabafar sobre o inconformismo da ‘nora’ pelo fim da relação.

Gracinda foi surpreendida na cozinha. Conseguiu sair da casa e pedir socorro. "Só dizia que foi a Sílvia, que ia morrer por culpa dela", desabafou uma familiar.
Gracinda Almeida António Rocha Irivo Penafiel morte Laura Esteves Sílvia Fernandes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)