Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Dá facadas após discussão em bar

A desordem começou num bar da Ericeira, no concelho de Mafra. Quatro brasileiros trocaram argumentos e chegaram a agredir-se mutuamente. Foram separados e dois voltaram para casa. Acabaram perseguidos por um dos compatriotas com quem tinham discutido. Destruiu-lhes a porta de casa com um taco de basebol e esfaqueou-os com gravidade.

27 de Outubro de 2008 às 00:30
O agressor destruiu a porta da casa dos seus compatriotas com um taco de basebol
O agressor destruiu a porta da casa dos seus compatriotas com um taco de basebol FOTO: Vítor Mota

A disputa entre os três brasileiros ocorreu pouco depois das 03h00, no nº 5 da travessa do Inocêncio, na zona histórica da Ericeira. António Soares, morador na zona, recordou ao CM que foi acordado pela mulher "com os barulhos de vidros a partir, e violentas batucadas numa porta". "Fui à janela e vi um homem entrar numa casa, e depois seguiram-se gritos, e barulhos de coisas a partirem-se", recordou António Soares.

O agressor, um brasileiro de 28 anos, esfaqueou outros dois compatriotas (de 23 e 26 anos). As vítimas sofreram ferimentos no tórax e nas costas. A GNR não deteve o autor das agressões por falta de flagrante delito.

Os dois feridos mais graves foram transportados ao Hospital Amadora-Sintra, onde ainda estão internados. O agressor foi assistido no Centro de Saúde de Mafra e aguarda a investigação em liberdade.

PORMENORES

FACAS APREENDIDAS

A GNR da Ericeira apreendeu três facas no interior da casa da travessa do Inocêncio onde ocorreram os distúrbios. Trata--se de navalhas, tipo-borboleta, pertencentes ao agressor e às duas vítimas.

CADÁVER EM MALA

Dois brasileiros, de 33 e 50 anos, foram condenados pelo Tribunal de Mafra a 13 anos e meio de cadeia cada um pelo homicídio de um homem em Outubro de 2007. O corpo foi colocado numa mala, e atirado pela falésia de S. Sebastião, na Ericeira.

SEIS DETIDOS EM RAVE PARTY

Uma megaoperação da GNR fez ontem seis detenções numa rave party realizada na praia do Cavalinho, em Ribamar, concelho da Lourinhã. A celebração foi anunciada num site de internet português de música tecno, no início da semana passada. Em apenas um dia, 600 pessoas mostraram intenção em participar.

Pelas 23h00 de anteontem, hora marcada para o início da rave, 45 militares da GNR começaram a fiscalizar quem chegava à praia do Cavalinho. Dois homens foram detidos na posse de pistolas alteradas e outros dois tinham um total de 33 gramas de haxixe. A GNR prendeu ainda um estrangeiro por permanência ilegal e um condutor com taxa-crime de álcool no sangue (2,09 gr/l). Foram ainda passados 14 autos de contra-ordenação, por posse de várias drogas.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)