Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

“Dá o dinheiro ou matamos-te já”

Aos 83 anos, Maria Júlia Magalhães viveu ontem o pior pesadelo da sua vida. Dois assaltantes entraram em sua casa, em Paços de Gaiolo, freguesia de Marco de Canaveses, roubaram tudo o que tinha e agrediram-na violentamente. Sozinha em casa e cheia de dores, pediu ajuda ao padeiro, que viria a transportá-la para o Hospital.
10 de Setembro de 2011 às 00:30

"Cala-te e dá-me o dinheiro todo ou matamos-te já aqui!" gritavam os assaltantes, enquanto apontavam a arma ao pescoço de Maria Júlia. A idosa implorava para que não lhe fizessem mal, enquanto os agressores lhe batiam violentamente e de forma continuada.

Eram 06h30: a idosa abriu a porta de casa para ir tratar das galinhas, como faz todos os dias, quando os dois homens encapuzados a empurraram e a agrediram. "Mal abri a porta da frente, empurraram-me com muita força e apontaram-me a arma ao pescoço. Só diziam para eu estar calada e que queriam dinheiro. Fiquei sem forças e, a certa altura, pensei que tinha morrido. Tive muito medo e continuo a ter, porque sei que eles me podem matar", contou ao Correio da Manhã, visivelmente perturbada.

Os assaltantes levaram dois cordões de ouro, um anel e 60 euros. "Queriam mais dinheiro porque pensavam que eu tinha recebido a reforma", acrescentou a vítima do assalto na manhã de ontem.

IDOSA ASSALTO CASA AGRESSÕES PADEIRO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)