Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

De Olhos no Fogo

Foi baptizado projecto ‘Olhos no Fogo’, e promete, segundo o Aeroclube de Torres Vedras (onde foi dinamizado), “revolucionar o combate aos incêndios em Portugal”. O sistema é simples, e consiste na instalação de duas câmaras num ultraleve que, do ar, transmitem uma visão mais ampla das várias frentes de um incêndio.
14 de Julho de 2005 às 00:00
O Aeroclube de Torres Vedras investiu 7500 euros no projecto ‘Olhos no Fogo’
O Aeroclube de Torres Vedras investiu 7500 euros no projecto ‘Olhos no Fogo’ FOTO: Sofia Costa
O mentor do projecto, Manuel Rufino, foi o porta-voz do sistema apresentado ontem. “Trata-se de um projecto inovador. Já existia noutros países europeus, e em Portugal demorou cerca de um mês a conceber”, resumiu.
Com o apoio de uma Associação de Radioamadores, o Aeroclube de Torres Vedras disponibilizou um ultraleve ‘Tecnam P92’, onde foram instaladas duas câmaras. uma de vídeo, e outra fotográfica.
A utilização da aeronave num cenário real é enquadrada pelo apoio de um comandante operacional. “As imagens recolhidas chegam em tempo real, o que permite rentabilizando os meios no terreno”, referiu Luís Martinho, presidente do Aeroclube de Torres Vedras.
Ao fim de um mês de trabalho, o investimento total foi de 7500 euros. Para já, apenas os Bombeiros Voluntários de Torres Vedras têm acesso à aeronave. Mas existem planos de expansão.
“As corporações terão de investir 2500 euros na aquisição do sistema de recepção do sinal das câmaras instaladas na aeronave”, concluiu Manuel Rufino.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)