Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Dedos nos olhos em roubo violento

Durante um minuto, uma funcionária do posto de combustível da Galp em Águas de Moura, Palmela, foi brutalmente atacada por um homem de 26 anos. O assalto ocorreu a 19 de Fevereiro e o ladrão, António Saavedra, foi detido dias depois. Agora foi acusado pelo Ministério Público de um crime de roubo.

2 de Novembro de 2011 às 01:00
António Saavedra invadiu loja do posto de gasolina e atacou funcionária quando esta estava sozinha. Enfiou-lhe os dedos nos olhos de forma a que esta não o pudesse reconhecer
António Saavedra invadiu loja do posto de gasolina e atacou funcionária quando esta estava sozinha. Enfiou-lhe os dedos nos olhos de forma a que esta não o pudesse reconhecer FOTO: direitos reservados

Sem luvas, gorros ou arma, António Saavedra, desempregado e residente em Setúbal, entrou na loja da bomba e agrediu a funcionária. Deu-lhe um soco na cara e, para que não o reconhecesse, enfiou-lhe os dedos nos olhos. Fugiu com 1050 euros, bem como o telemóvel, tabaco e isqueiro da vítima.

Momentos antes, o ladrão tinha estacionado a sua carrinha branca junto às bombas, isto depois de alguns quilómetros antes ter abastecido 50 euros num outro posto e fugido sem pagar.

Enquanto pressionava os olhos da vítima, deixou um aviso. "Se voltas a olhar para mim dou cabo de ti", disse o ladrão, tal como o CM noticiou um dia após o assalto. Ao mesmo tempo, o homem abriu a gaveta e retirou 1050 euros. Na fuga, ordenou que a vítima ficasse virada para a parede, roubando-lhe os bens pessoais.

PALMELA ROUBO AGRESSÃO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)