Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Deficientes fora de água

Três embarcações de vela adaptada, para navegação autónoma de deficientes, foram furtadas do Centro Náutico da praia de Faro.
21 de Janeiro de 2011 às 00:30
Aulas para deficientes foram suspensas devido ao furto dos barcos na praia de Faro
Aulas para deficientes foram suspensas devido ao furto dos barcos na praia de Faro FOTO: direitos reservados

"Estavam a ser utilizadas, através de um protocolo com a Associação Regional de Vela do Sul, para a prática desportiva de uma dezena da deficientes, que ficaram agora privados dessa actividade", queixa-se José Cassiano, presidente do Ginásio Clube Naval de Faro, instituição responsável pelos barcos. Estes foram adquiridos em 2001, na Austrália, por cerca de 12 500 euros, numa parceria da Câmara de Loulé com o CIMAV.

"Foi um puro acto de maldade. Os barcos não têm outra utilização", garante o dirigente.

Ver comentários