Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Degolado por falsos polícias

O homem que na sexta-feira da semana passada apareceu morto junto à praia da Fonte da Telha, Seixal, foi degolado por dois indivíduos altamente referenciados por tráfico de droga. Os suspeitos do crime abordaram a vítima fazendo-se passar por inspectores da Polícia Judiciária que procuravam fardos de droga atirados ao mar.
19 de Maio de 2006 às 00:00
O local do crime
O local do crime FOTO: Natália Ferraz
Ao que o CM apurou, a PJ de Setúbal, responsável pelas investigações ao homicídio, segue a possibilidade de a vítima ter sido “interrogada com demasiada violência” pelos dois suspeitos, que perguntavam às pessoas se tinham visto “fardos de droga”. “A vítima do crime era de ascendência africana, tinha 30 anos e residia na Amora. Foi uma das várias pessoas ameaçadas e “interrogadas pelo duo no final da semana passada”, disse fonte policial.
Os suspeitos depararam-se com a vítima ao princípio da madrugada de sexta-feira. “Após alguns minutos de conversa, um deles puxou de uma arma branca e com um só golpe degolou a vítima”, acrescentou.
Na madrugada de domingo, os dois suspeitos foram vistos a chegar à Fonte da Telha num Mercedes branco. A PJ de Setúbal foi informada e montou um cerco à praia. Minutos depois a GNR de Almada, responsável pelo policiamento na zona, ficou também a saber da presença dos homicidas.
Os indivíduos acabaram por se aperceber da vigilância pelas Polícias, escapando a pé.
Ver comentários