Deixa mulher sem água e luz

Todos os dias, antes de sair de casa, um homem residente em Porto de Mós castigava a mulher, cortando-lhe a eletricidade, a água e o gás. Durante meses, a vítima deixou também de ter acesso à caixa de correio e ao telefone. Tais comportamentos foram considerados lesivos da dignidade humana pelo Tribunal da Relação de Coimbra, que acaba de confirmar a pena suspensa de um ano de prisão. O suspeito, carpinteiro, terá ainda de pagar dois mil euros.
18.02.13
  • partilhe
  • 0
  • +
Deixa mulher sem água e luz
Tribunal da Relação de Coimbra confirmou pena Foto Ricardo Almeida

Segundo o acórdão, a que o CM teve acesso, a vítima e o arguido estavam casados desde 1989. Os problemas terão começado a partir de 2008 e agravaram--se depois de setembro de 2010, altura em que o arguido passou a cortar a eletricidade, deixando a mulher sem luz no quarto e na sala. Fechou também a água do contador a cadeado, mudou a fechadura da caixa do correio e impediu-a de aceder ao gás da cozinha, levando a botija no carro sempre que saía de casa.

Segundo o próprio admitiu no julgamento, tais atitudes foram tomadas como retaliação pelo facto de a mulher ter retirado dinheiro de uma conta da filha. No recurso, o arguido alegava que agiu em legítima defesa e pedia a absolvição. Mas os juízes desembargadores interpretaram o comportamento como uma forma de vingança.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
2 Comentários
  • De ana18.02.13
    gente mais "parva".
    Responder
     
     2
    !
  • De Jose Manuel18.02.13
    Foi porco !!!!!!!simplesmente porco ! e agora pergunto eu, acham k e justiça dar-lhe uma pena suspensa ! equivale a zero tal condenaçao ! um aninho pelo menos ha sombra,para reflectir axo k era o minimo !!
    Responder
     
     10
    !