Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Derrocada atinge alunos no recreio

Quatro alunos da escola EB 2,3 de Baltar, em Paredes, foram ontem de manhã atingidos por parte de uma chaminé e algumas telhas de um edifício abandonado, instalado no perímetro do estabelecimento de ensino. As crianças, a frequentar o 5º ano e com idades entre os 10 e 12 anos, foram hospitalizadas. Ao fim da tarde, só uma não tinha tido alta.
30 de Abril de 2010 às 00:30
Palacete do séc. XIX está no perímetro da escola. Crianças estavam no recreio quando se deu o incidente
Palacete do séc. XIX está no perímetro da escola. Crianças estavam no recreio quando se deu o incidente FOTO: Roberto Bessa Moreira

Segundo director da escola, António Correia Aguiar, "já há muito que a Direcção Regional de Educação do Norte estava avisada para os perigos que representa" o palacete do século XIX, que há mais de duas décadas não é usado. Também o autarca de Paredes, Celso Ferreira, afirma que "há 30 anos que deve ser a escola com piores condições da região Norte", estando em construção uma nova escola, a inaugurar em 2011.

As crianças estavam, cerca das 10h00, no recreio. Uma delas estava sentada no banco encostado ao edifício abandonado, enquanto as outras três brincavam nas imediações. Foi nesta altura que parte do cimento da chaminé descolou e caiu na beirada da casa, partindo algumas telhas. Este material atingiu os alunos que estavam no pátio. "É um sítio de passagem e é normal os alunos estarem por ali", disse o director. Duas alunas e um estudante sofreram escoriações. Fernando Jorge, de 12 anos, foi sujeito a exames por suspeita de que tivesse o nariz partido.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)