Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Derrocada na Praia da Salema

Um bloco de uma arriba na Praia da Salema, Algarve, ruiu na sexta-feira, pelas 21h30, e apesar de não ter havido feridos, a Autoridade Marítima apelou este sábado aos banhistas para respeitarem a sinalética do perigo de derrocada.
16 de Julho de 2011 às 11:49
A derrocada na praia da Maria Luísa provocou cinco mortos
A derrocada na praia da Maria Luísa provocou cinco mortos FOTO: Luís Silva Pereira

"Não houve nenhum ferido na derrocada, mas se fosse ao longo do dia poderia ter sido registada mais uma tragédia no Algarve" semelhante à da Praia Maria Luísa onde morreram cinco pessoas debaixo de parte de uma arriba alertou Marques Ferreira, da Autoridade Marítima do Sul.  

Adiantou também que apesar de existir sinalética na praia onde ocorreu a derrocada, situada no concelho de Vila do Bispo, a avisar dos perigos para os banhistas, muitas pessoas não a respeitam e colocam-se perto da arriba.  

A responsável da Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve, Valentina Calisto, adiantou à Lusa que a zona da derrocada está interditada, mas que a praia está funcional e que "em princípio não haverá necessidade de remoção de blocos da arriba".  

O bloco que ruiu na praia da Salema tinha cerca de 10 metros de volumetria por três, adiantou a ARH, acrescentando que os técnicos vão recolocar a sinalética de perigo no local.  

derrocada praia da salema algarve banhistas albufeira praia maria luísa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)