Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Desavenças dão origem a tiroteio

As desavenças entre o antigo e o actual namorado de Joana – nome fictício – acabaram por dar origem a um violento tiroteio, na madrugada de ontem, em Oliveira de Santa Maria, Riba d’Ave. O pai de um dos jovens ter-se-á descontrolado e disparado vários tiros de caçadeira, fugindo de seguida.
20 de Agosto de 2009 às 00:30
Adolescente de 15 anos diz que tem medo de sair de casa porque já foi várias vezes ameaçada, mesmo antes do tiroteio
Adolescente de 15 anos diz que tem medo de sair de casa porque já foi várias vezes ameaçada, mesmo antes do tiroteio FOTO: João Freitas

Segundo apurou o CM, o ex-namorado de Joana terá dito à família e aos amigos que o novo companheiro da jovem seria responsável por um acidente que sofrera há pouco tempo, o que levou o seu pai a querer tirar satisfações. Já à noite, pai e filho terão surpreendido o rapaz, de 18 anos, que passava o serão com alguns amigos. "Ele tentou culpá-lo pelos danos. Ontem à noite, o meu namorado, com quem estou há seis meses, saiu para tomar café com os amigos e depois, para não fazerem barulho ao pé de casa, foram para a beira de uma central eléctrica que aqui tem. Eles vinham procurá-lo, mas passaram e viram que estava lá com os amigos. Cercaram--nos, mas eles conseguiram fugir", contou ao CM a adolescente.

A menor explicou ainda que o namorado foi perseguido, aos tiros, até casa. "Mesmo depois de chegar, continuaram a disparar. Chamámos a polícia e fugiram", acrescentou a jovem, ainda transtornada com a situação.

Joana não compreende as atitudes do antigo namorado, um rapaz de 20 anos e com quem manteve uma relação de um ano. Admite estar assustada e já ter sido ameaçada várias vezes antes deste episódio. "Eles não estão presos. Tenho medo. Não sei se é por ciúmes, não sei o motivo, mas tenho saído pouco de casa", confessou a jovem, que está a ser apoiada pela Comissão de Protecção de Menores.

A GNR de Riba d’Ave foi chamada ao local, mas o caso está sob investigação da PJ do Porto que, poucas horas depois, tentou identificar o autor dos disparos.

Contudo, pai e filho não fugiram para casa após o tiroteio. A investigação ainda continua.

PORMENORES

APOIO

A adolescente de 15 anos diz estar assustada com a situação e já ter sido ameaçada várias vezes. Está a ser apoiada no caso pela Comissão de Protecção de Menores.

FUGA

Ainda de madrugada as autoridades foram a casa do autor dos disparos. No entanto, pai e filho fugiram para parte incerta.

DANOS

O carro de um dos amigos de Joana foi atingido pelos disparos e ficou danificado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)