Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Descuido causa acidente mortal

Não se sabe o motivo que levou, na manhã de ontem, pelas 09h45, o condutor de um Fiat Punto a realizar inversão de marcha na variante 398 que liga o nó de Olhão da Via do Infante àquela cidade. Na manobra, a viatura foi abalroada por um comercial de mercadorias que circulava atrás, no mesmo sentido. O condutor do ligeiro, único ocupante, um homem de 75 anos, morreu no local. O casal que viajava na carrinha não sofreu ferimentos.
11 de Março de 2009 às 00:30
O condutor do ligeiro, que tentou inverter a marcha, não sobreviveu ao choque com a carrinha
O condutor do ligeiro, que tentou inverter a marcha, não sobreviveu ao choque com a carrinha FOTO: Nuno Jesus

"Foi tudo muito rápido, o condutor do carro da frente virou de repente, sem fazer qualquer sinal", contou ao CM Tânia Santos, que ia no lugar do passageiro do comercial conduzido por Nélson Condeço, de 36 anos, comerciante nos Olhos de Água que se dirigia para Olhão.

Esta testemunha garante que o condutor da carrinha onde seguia "travou a fundo", o que não foi suficiente para evitar o embate violento com a parte lateral do Fiat. Este acabou por ser projectado para uma pequena ravina no outro lado da estrada.

"O Nélson foi de imediato em socorro do condutor, que estava vivo e que pedia para o tirarmos do carro", afirma Tânia, que salienta o comportamento agitado da vítima. "Queria a todo o custo despir-se, parecendo estar com falta de ar", explicou Tânia, que telefonou a pedir socorro. "O INEM demorou mais de meia hora e assistiu a vítima, que acabaria por falecer, apesar das manobras de reanimação efectuadas", disse ainda a testemunha.

O INEM justificou ao CM a demora "com uma informação errada quanto ao local do acidente". O Núcleo de Investigação Criminal da Unidade de Trânsito da GNR está a investigar o acidente.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)