Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

DESPESAS COM MEDICAMENTOS PODEM AUMENTAR

As despesas do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com medicamentos podem ter uma subida de 11 por cento, este ano. As previsões são do Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (INFARMED) tendo em conta o acentuado crescimento verificado nos primeiros meses deste ano.
7 de Junho de 2004 às 13:34
De acordo com o jornal “Público”, a previsão da taxa de crescimento para este ano foi feita com base na análise comparativa dos últimos dois anos segundo dados do Observatório dos Medicamentos e Produtos de Saúde. Assim, em Abril do ano passado, os encargos com fármacos diminuíram, cerca de três por cento relativamente ao mesmo período de 2002, enquanto que este ano verifica-se um tendência de subida, na ordem dos 17 por cento, um valor que não se verificava desde 1998.
Assim, as despesas do Serviço Nacional de Saúde com medicamentos e ambulatório deverão alcançar os 1417 milhões de euros, em contraste com os 1273 milhões de euros do ano passado.
MINISTRO DA SAÚDE NÃO ESTÁ PREOCUPADO
O ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira, reagiu às estimativas do Infarmed afirmando “tratar-se de uma situação anormal aquela que se verificou entre Março e Abril deste ano. O elevado número de consultas e receitas de medicamentos contribui para o aumento das despesas com medicamentos, contudo os dados apresentados não são representativos”. O ministro salienta ainda que “o acréscimo de comparticipações só beneficiou as pessoas.”
Ver comentários