Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Despiste mata jovem e faz quatro feridos

Excesso de velocidade terá sido um fator determinante.
Tiago Griff 18 de Abril de 2016 às 08:37
Peugeot 206 só parou na berma depois de ter capotado
Peugeot 206 só parou na berma depois de ter capotado FOTO: DR
Hélder Brito, 19 anos, residente em Olhão, não conseguiu resistir aos ferimentos causados no seguimento de uma colisão violenta do automóvel que conduzia, na variante à EN125 que dá acesso ao aeroporto, em Faro, e acabou por morrer no local.

No Peugeot 206 seguiam ainda mais quatro jovens, com idades entre os 19 e 21 anos, que tiveram de receber assistência hospitalar, dois deles com ferimentos graves.


O acidente deu-se pelas 23h50 de sábado. Hélder Brito e mais quatro amigos - duas raparigas e dois rapazes - seguiam em direção à praia de Faro na EN125-10, a variante que dá acesso ao aeroporto. Poucos metros após a passagem aérea, à entrada da Quinta do Eucalipto, o veículo que conduzia entrou em despiste, bateu no separador central e só parou cerca de 100 metros depois, já na berma, após ter capotado e batido numa árvore. Hélder Brito, natural e residente em Olhão, ficou inanimado após o impacto e acabou por ser declarado morto no local. Os restantes ocupantes do veículo foram transportados para o hospital de Faro com lesões na coluna, braços e pernas.

Ao que tudo indica, e tendo em conta a violência do embate, o excesso de velocidade terá sido um dos fatores determinantes para o desfecho trágico do acidente, que está a ser investigado pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação do Destacamento de Trânsito de Faro da GNR. O INEM foi apoiado por três corporações de bombeiros, num total de 30 operacionais.
Hélder Brito Olhão Faro EN125 Quinta do Eucalipto hospital de Faro INEM acidente rodoviário morte feridos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)