Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Destroços encontrados podem ser do barco ‘Ana da Quinta’

As famílias dos pescadores de Vila Praia de Âncora desaparecidos desde quinta-feira já foram avisadas que os destroços recuperados nos Açores serão do "Ana da Quinta", disse à Lusa o presidente da Associação de Pescadores da localidade.
19 de Março de 2011 às 12:30
Barco está desaparecido desde quinta-feira
Barco está desaparecido desde quinta-feira FOTO: d.r.

"Temos essa indicação, pelas famílias, ainda não pelo armador", confirmou Vasco Presa. Agora a "esperança" das famílias é que o "eventual problema" que tiveram a bordo do pesqueiro, algures durante o dia de quinta-feira, tenha permitido colocar todos os nove homens a bordo das balsas de salvamento.

"Queremos acreditar nisso. As balsas tem capacidade para 12 pessoas, têm primeiros socorros e alimentação de alto rendimento, além de líquidos. Aguentam-se uma semana", acrescentou Vasco Presa. As buscas, apurou a Lusa, vão agora concentrar-se com maior relevo na procura desta balsa.  

Ao final da tarde de sexta-feira alguns destroços foram encontrados nas proximidades do local, onde pela última vez foi registada a presença do pesqueiro, a 280 quilómetros das Ilhas das Flores, Açores.   

Da parte do armador, António Cunha, também de Vila Praia de Âncora, desde sexta-feira que não há qualquer declaração, mas que ainda terá que reconhecer os destroços.  

Entre a tripulação encontram-se seis pescadores de Vila Praia de Âncora e três indonésios. O pesqueiro deixou de estar contactável numa zona com vagas de quatro a cinco metros.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)