Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Destrói um café por causa de 5 €

Um homem, com cerca de 30 anos, destruiu o café do Centro Cultural Recreativo e Desportivo do Bairro da Misericórdia de Ovar (CCRDBMO) como vingança pelo facto de o proprietário não lhe ter emprestado cinco euros.

14 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Jorge Pereira (à esquerda) rejeitou emprestar dinheiro e passou momentos de pânico
Jorge Pereira (à esquerda) rejeitou emprestar dinheiro e passou momentos de pânico FOTO: Francisco Manuel

Tudo começou pelas 15h30 do último sábado. "Ele entrou aqui e pediu-me cinco euros, mas como eu recusei ele avisou que voltava para destruir o café. Nunca pensei que regressasse na mesma tarde", contou ao CM Jorge Pereira, responsável pela exploração do café da colectividade.

Ao final da tarde, o suspeito voltou ao estabelecimento com um taco de basebol e uma navalha. "Estava aqui um cliente que fugiu assim que o viu. Fiquei sozinho e protegi-me com uma cadeira, enquanto ele partiu vitrinas, os contadores dos bilhares, as máquinas de jogos e de tabaco. Só parou quando o taco se partiu", descreveu Jorge que, entretanto, já tinha telefonado para a PSP. "Não havia necessidade disto por causa de cinco euros", disse, então, o presumível agressor.

Na manhã do mesmo dia, o homem já teria chicoteado uma vendedora de queijos no mercado de Ovar e é suspeito de, dias antes, ter destruído um outro café na freguesia de Válega. É conhecido em Ovar por inúmeros actos violentos e até burlas, mas são poucas as queixas nas autoridades.

"Eu vou apresentar queixa, porque alguém tem de o parar, caso contrário vai continuar a espalhar o terror por todo o lado", afirmou o dono do café.

CAFÉ DESTRUIÇÃO OVAR
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)