Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Detida suspeita de incêndio urbano em Santa Maria da Feira

Fogo terá sido provocado pela detida num "aparente quadro de desequilíbrio mental e desavenças conjugais".
Lusa 29 de Julho de 2019 às 13:50
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
A Polícia Judiciária (PJ) deteve uma mulher de 52 anos suspeita de ter ateado um incêndio numa residência de um prédio habitacional, em Santa Maria da Feira, no distrito de Aveiro, informou esta segunda-feira aquele órgão de polícia criminal.

Segundo um comunicado da PJ, o fogo terá sido provocado pela detida num "aparente quadro de desequilíbrio mental e desavenças conjugais".

"A detida terá provocado diversos pontos de ignição, regando diverso mobiliário com gasolina que transportava numa garrafa termos, aproveitando um momento de desatenção do proprietário, seu namorado", refere a mesma nota.

A PJ refere que o interior da residência ficou "seriamente destruído", sublinhando que, não fora a pronta intervenção de terceiros e dos Bombeiros de Lourosa, o incêndio poderia ter provocado a destruição completa da mesma, bem como das restantes habitações do prédio.

Ainda de acordo com a Judiciária, a detida ficou com queimaduras graves, pelo que teve que ser assistida pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e posteriormente foi internada na Unidade de Queimados do Hospital da Prelada, no Porto.

A PJ está ainda a investigar em inquérito autónomo um incêndio ocorrido três dias antes no interior da residência do ex-marido da detida e da sua filha, que terá sido ateado pela mesma mulher, num contexto emocional muito semelhante.
Polícia Judiciária Santa Maria da Feira Aveiro PJ Incêndio fogo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)