Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Jovem suspeito de matar Igor nos festejos do FC Porto foi detido em casa do tio

Renato Gonçalves roubou arma do crime numa roulotte. Pai está em fuga.
Tânia Laranjo 10 de Maio de 2022 às 08:37
Renato com o pai, Marco
Renato com o pai, Marco FOTO: Direitos Reservados
Renato Gonçalves, de 19 anos, foi detido pela Polícia Judiciária na noite desta segunda-feira pela suspeita do homicídio de Igor Silva, o adepto do FC Porto que morreu nos festejos da conquista do título de campeão nacional do FC Porto. 

O jovem estava escondido na casa de um tio, na cidade do Porto, desde a altura do crime e foi lá que foi apanhado pela PJ. Sabe-se agora, que a faca usada no crime foi roubada de uma roulotte de comida.

O pai de Renato, Marco ‘Orelhas’, número 2 da claque Super Dragões, também é suspeito das agressões fatais e continua em fuga.

"Os factos ocorreram na madrugada do dia 08.05.2022, na cidade do Porto, em retaliação por uma sucessão de agressões que, desde janeiro deste ano, vinham ocorrendo entre o arguido, familiares deste e a vítima. Na ocasião, um grupo de indivíduos, de entre os quais o arguido, perseguiu a vítima, alcançando e agredindo a mesma com murros e pontapés", indica a PJ em comunicado.

"Dada a intervenção de alguns populares, que foram igualmente agredidos, a vítima logrou afastar-se do local, vindo a ser surpreendida pelo arguido, o qual, munido de uma arma branca de dimensões significativas, a atingiu repetidamente e com extrema violência, provocando-lhe a morte. Em ato contínuo, todo o grupo agressor dispersou, tendo-se o arguido colocado em fuga", adianta.

Os confrontos terão começado no Estádio da Luz. Já no Porto, o detido, munido de uma arma branca, atingiu repetidamente e com extrema violência Igor Silva, provocando-lhe a morte, segundo revela a PJ através de um comunicado.

Renato, que trabalha como empregado de limpeza, vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.
FC Porto Igor questões sociais
Ver comentários
}