Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Detido em Tomar é suspeito de homicídio, violência doméstica e posse de armas

Homem foi detido por alegado homicídio do genro.
23 de Dezembro de 2014 às 17:32
Militar da GNR junto à moradia onde ocorreu o homicídio, em Tomar
Militar da GNR junto à moradia onde ocorreu o homicídio, em Tomar FOTO: Rui Miguel Pedrosa

O homem de 66 anos que foi detido no domingo em Tomar, pelo alegado homicídio do genro, é suspeito dos crimes de homicídio qualificado, violência doméstica e detenção de armas e munições proibidas, afirma esta terça-feira a PJ.

Em comunicado divulgado esta terça-feira, a Polícia Judiciária afirma que no decurso das diligências efetuadas na sequência da detenção do homem detetou e apreendeu várias armas de diferentes tipos e munições de calibres diversos. "Parte das armas e munições apreendidas encontravam-se dissimuladas em esconderijos apropriados para o efeito, no interior e no exterior da habitação do detido", afirma o comunicado da PJ.

O detido, reformado, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas, adianta a nota. No domingo, a GNR de Tomar, no distrito de Santarém, foi chamada à localidade de Alto do Pintado, pelas 17:55, devido a "desacatos entre familiares", tendo, ao chegar ao local, verificado que um homem de 66 anos "tinha efetuado disparos de arma de fogo (pistola) contra o seu genro", de 38 anos, que ainda foi assistido no local, mas acabaria por morrer.

tomar violência doméstica homicídio armas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)