Detidos membros da claque 'Directivo' com armas e petardos

A PSP anunciou esta sexta-feira a detenção de dois homens, de 34 e 36 anos, por posse de droga, arma ilegal e petardos explosivos, e a constituição de quatro outros arguidos, por assalto, em Julho, no complexo desportivo do Sporting.
02.09.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Detidos membros da claque 'Directivo' com armas e petardos
Suspeitos tinham na sua posse uma arma dissimulada (tipo caneta) calibre 22, quinze munições do mesmo calibre e 35 engenhos explosivos (tipo petardo), normalmente usados pelas claques desportivas Foto Arquivo CM/Foto ilustrativa

O comandante da Divisão de Investigação Criminal (DIV) da PSP de Lisboa, Resende da Silva, adiantou que os suspeitos, ligados à claque leonina ‘Directivo', assaltaram em Julho passado uma das instalações do complexo do Sporting, em Alvalade, de onde furtaram dois tacos de basebol, dois sticks de hóquei em patins e 20 camisolas desportivas daquele clube, três das quais emolduradas. 

Após pouco mais de um mês de investigação, como relatou à Lusa Resende da Silva, os agentes executaram na quinta-feira de madrugada sete mandados de busca domiciliária em Rio de Mouro, Mafra, Moita e Barreiro, tendo conseguido deter dois dos suspeitos, que tinham em sua posse uma arma dissimulada (tipo caneta) calibre 22, quinze munições do mesmo calibre e 35 engenhos explosivos (tipo petardo), normalmente usados pelas claques desportivas.  

Os dois detidos tinham ainda em sua posse 23.100 euros em notas, 108,15 gramas de haxixe e 4,70 gramas de liamba.  

O subintendente Resende da Silva explicou ainda que durante a investigação e após a detenção dos dois homens foi possível identificar os restantes quatro elementos, com idades entre os 18 e os 40 anos, suspeitos de terem participado no "roubo qualificado" às instalações do Sporting, e que foram constituídos arguidos e sujeitos a Termo de Identidade e Residência.  

Os suspeitos são todos de nacionalidade portuguesa.  

Os detidos, que não têm antecedentes criminais, estão hoje a ser ouvidos em primeiro interrogatório judicial, são sendo ainda conhecidas as medidas de coacção, disse ainda Resende da Silva.  

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!