Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Detidos no Porto dois carteiristas suspeitos de mais de 50 assaltos no país

Suspeitos têm ambos 42 anos e não possuem morada fixa em Portugal.
Lusa 23 de Junho de 2022 às 13:15
PSP
PSP
A PSP deteve na quarta-feira, no Porto, dois homens suspeitos da prática de mais de 50 furtos de carteiras no Porto, Gaia, Aveiro, Tavira, Faro, Vila Real de Santo António e Olhão, foi esta quinta-feira anunciado.

Em comunicado, o Comando Metropolitano do Porto da PSP refere que os suspeitos, de 42 anos e sem morada fixa em Portugal, foram detidos pelas 12h00 na baixa da cidade, no âmbito de uma ação que visou a "desagregação de grupos" de pessoas que, "de forma organizada, se dedicam à prática dos crimes de furto de carteiras".

Segundo a polícia, agentes da PSP verificaram que, naquela zona da cidade, os suspeitos "lograram a subtração de uma carteira a uma turista sem que a mesma se tivesse apercebido" do furto.

No âmbito desta ação desenvolvida pela Divisão de Investigação Criminal, a PSP apreendeu 550 euros, uma carteira, uns óculos de sol e documentos de identificação da turista.

A PSP acrescenta que os dois homens se encontram referenciados pela prática de "mais de 50 crimes de furto de carteiras através do método de carteiristas" junto das cidades do Porto, Gaia, Aveiro, Tavira, Faro, Vila Real de Santo António e Olhão desde 2016.

A polícia salienta que "tem verificado que frequentemente os cidadãos não tomam as precauções devidas, de forma a evitar/dificultar a prática" deste crime, aconselhando as pessoas "a tomarem medidas de salvaguarda dos seus bens, nomeadamente levar sempre a carteira dentro do seu casaco ou nos bolsos da frente das calças e nunca dentro de uma mochila".

Acrescenta ainda que o cidadão deve "ter em conta que podem ser criados incidentes (dissimulados ou não) com o intuito de o distrair", e alerta para que a pessoa "não se esqueça ainda que um furto de um carteirista pode acontecer a qualquer um", devendo estar atenta ao que se passa à sua volta.

Ver comentários
}