Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Deu com martelo porque viu motos

António Silva agrediu o filho à martelada convencido de que estava a dar com o martelo nas motorizadas que circulavam à sua volta em casa, na passada semana, no Bairro Leonardo Coimbra, Porto. Um ataque de esquizofrenia que deixou o filho, Tiago, de 31 anos, gravemente ferido e sem esperança de vida.
10 de Junho de 2009 às 00:30
Tiago Silva e a mãe continuam internados no Hospital de S. João, no Porto
Tiago Silva e a mãe continuam internados no Hospital de S. João, no Porto FOTO: Baía Reis

Tiago está ainda internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de S. João, no Porto. As lesões no crânio e cérebro deixaram-no em estado vegetativo e ligado às máquinas de suporte de vida. A decisão de desligar os aparelhos cabe à mãe, uma vez que o agressor foi o pai e está em prisão preventiva. A vítima é filho único do casal, o que complica ainda mais a situação .

A mãe de Tiago também foi agredida no mesmo dia e está ainda internada nos serviços de neurologia do mesmo hospital.

Um drama familiar provocado pela doença de António Silva, de 56 anos. O homem é esquizofrénico e tinha deixado de tomar a medicação. O seu estado psíquico foi-se alterando até que na passada quinta-feira de manhã atingiu o limite.

O filho foi visitar os pais e acabou por ser vítima do ataque. António disse às autoridades que só via motos a passar e que deu com martelo para as afastar. Alucinado, deu várias vezes cem o martelo na cabeça do filho.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)