Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Deu uma boleia e levou quatro tiros

O dono do café-bar Blues, em Valpaços, foi alvejado na madrugada de ontem com quatro tiros de pistola por um assaltante a quem tinha dado boleia. O autor dos disparos, um homem de 30 anos a viver em Fornos do Pinhal e que já foi detido pela PJ, ainda levou a vítima, em agonia, até às urgências do Hospital de Chaves, colocando-se em fuga no BMW roubado.
8 de Fevereiro de 2009 às 00:30
O vizinho Carlos Teixeira, junto à igreja de Fornos do Pinhal, onde ocorreu o crime, lamentava ontem o sucedido. Eram visíveis as marcas de sangue no passeio. A PJ não encontrou invólucros das munições
O vizinho Carlos Teixeira, junto à igreja de Fornos do Pinhal, onde ocorreu o crime, lamentava ontem o sucedido. Eram visíveis as marcas de sangue no passeio. A PJ não encontrou invólucros das munições FOTO: Almeida Cardoso

Segundo José Ribeiro, tio da vítima, tudo se terá passado por volta das 03h00, quando Carlos Manuel Pereira de Oliveira, 51 anos, natural de Tarouca, levava a casa um homem conhecido, depois de ter encerrado o seu bar, no centro da vila.

Seguiu com o agressor, conhecido por Bira, no seu BMW 520. Só que, ao chegar junto à igreja da aldeia de Fornos do Pinhal, Bira terá tentado roubar a carteira a Carlos Manuel Oliveira. Assim que resistiu à investida do assaltante, foi alvejado por quatro tiros: um numa vista, outro na zona da orelha, outro ainda na boca e um no peito.

O agressor acabou por pôr o homem ferido no banco de trás e leva-lo até ao Hospital de Chaves, onde recusou identificar-se. Pôs--se depois em fuga no potente BMW, que estacionou à porta da casa da irmã, em Santa Valha, onde passou o resto da noite. E foi precisamente ali que, a meio da manhã, acabaria por ser surpreendido pela Polícia Judiciária. Ainda dormia quando foi detido pelos inspectores e levado para interrogatório.

O agressor disse à PJ que não foi ele o atirador – só depois de sair do carro é que ouviu os tiros e, quando olhou, a vítima já estava no chão. Só que levou o BMW da vítima e a sua versão não convenceu as autoridades, pois, segundo um vizinho de Carlos Oliveira, 'o Bira já tinha andado nessa noite a exibir a pistola no café do Carlos Manuel'.

Depois de assistida no Hospital de Chaves, a vítima foi transportado, em estado muito grave para o Hospital de Santo António, no Porto. Segundo apurámos junto do seu tio, José Ribeiro, 'está livre de perigo mas vai ficar sem uma vista'.

A PISTOLA TINHA SIDO COMPRADA HÁ POUCOS DIAS

Os vizinhos do suspeito de ter feito os disparos – que feriram gravemente o dono do café-bar Blues – dizem que a pistola fora comprada há poucos dias. 'Nunca se constou aqui que ele tivesse uma pistola até que, pelo que dizem, há dias andou a mostrar uma arma no café do senhor Carlos Oliveira', disse um morador, sublinhando que o Bira, solteiro e desempregado, 'é uma pessoa conflituosa, perigosa e consumidor de drogas'. Isto a contrastar com os pais, com quem vive, que são considerados na terra 'boas pessoas'. Os quatro disparos, que ocorreram mesmo no centro da aldeia, foram ouvidos por alguns vizinhos, mas nenhum viu nada do que se passou. Uma das coisas que desagradava ontem os habitantes da terra era o facto de ninguém ter limpo o sangue da estrada.

'É UMA PESSOA EDUCADA E DE CONFIANÇA'

O dono do Blues é muito conhecido e tem boa imagem pública em Valpaços. Carlos Manuel Teixeira, 61 anos, residente no bairro dos Padrões, é vizinho da vítima e não lhe poupa elogios: 'É uma pessoa educada e de confiança. É ele que toma conta da minha casa quando não estou cá. Nunca foi um homem de violência e o que lhe fizeram não se faz a ninguém.' Este vizinho diz que o bar é 'uma casa de respeito', que funciona entre as duas da tarde e as duas da manhã. Carlos Teixeira disse também ao CM que o seu vizinho andava cansado do bar e que tencionava, em breve, mudar de actividade.

OUTROS CASOS

MATOSINHOS

Um homem de 25 anos, porteiro do Bar Macau, em Matosinhos, foi baleado em Agosto passado por um cliente que foi detido semanas depois.

LISBOA

Ainda em Agosto, um homem foi atingido a tiro à porta do bar Xanax, no Bairro Alto, em Lisboa, após uma desavença.

PORTO

Em Março, um segurança de 34 anos foi baleado na cabeça à porta do bar Bela Cruz, no Porto, e o agressor foi detido.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)